Perigo Amarelo com Negro Belchior para vereador (SP): Representatividade importa, mas solidariedade ainda mais. #50075

 

“Pelo menos esse candidato é japonês, né?”. Muitos de nós crescemos ouvindo nossos familiares dizendo que escolhem seus representantes políticos porque compartilham origens asiáticas. “Eu voto nesse porque é japonês” é a fala de quem não entende as sérias consequências da política, quando não levada com responsabilidade como um campo de disputa de interesses de classe.

Recentemente, nós do Blog Outra Coluna e Perigo Amarelo fizemos parte de uma série de manifestações públicas a respeito da falta de representatividade as pessoas asiáticas na mídia (1) (2) (3). E essa é uma pauta importantíssima para a política contemporânea, que aprende a levar para o debate público reflexões tão fundamentais quanto o silenciamento, a fetichização e a invisibilização da minorias étnico-raciais. O problema é o limite que a “política identitária” encontra quando esquece de problematizar as origens materiais dos discursos e da estética que oprimem as populações não-brancas. O colonialismo, o imperialismo e o avanço do capitalismo, a formação de estados modernos violentos são construções sócio-históricas da maior relevância quando falamos da apropriação dos corpos marginalizados, na estruturação econômica, cultural e política  de nossa sociedade. Todo mundo gosta de falar de novela, mas poucos estão dispostos a falar de política.

O posicionamento do Outra Coluna e do Perigo Amarelo é bem claro: não estamos dispostos a falar de nossas raças fora do embate político. E nos preocupamos profundamente quando começam a surgir demandas que clamam: “Vote em asiáticos” ou “vote em orientais”. Acompanhados dessas palavras de ordem, formam-se discursos sobre como a herança asiática supostamente carregaria em si os valores do trabalho duro, da ética e da honestidade. Nós não aceitamos essencialismos, que é justamente o que combatemos, e tampouco seremos coniventes com aqueles que tratam a política como uma questão moral. Onde estavam esses valores quando os únicos três representantes asiáticos da Câmara dos Deputados se articularam junto ao golpe no Brasil? Luiz Nishimori (PR), Hidekazu Takayama (PSC) e Keiko Ota (PSB) têm em suas costas a responsabilidade pelo ataque aos direitos da classe trabalhadora em nosso país.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Aprendemos na nossa militância asiática que as nossas histórias de imigração nos cobram a solidariedade com aqueles que estão chegando agora, mas ainda não nos posicionamos frente às graves violações de direitos humanos que o governo Temer promoveu com nossos companheiros refugiados senegaleses. Entendemos que a história da violência de estado contra nossos avós torna compulsório o combate ao genocídio do povo preto e periférico, mas “nossos representantes” asiáticos, encampam a aliança com a bancada da bala, que galgou o poder mobilizando o aparelho do estado para a limpeza étnica. Conhecemos as histórias de irmãos e irmãs asiáticas que morreram e foram torturadas pela ditadura civil-militar, mas deixamos o golpismo caçar suas bruxas enquanto nos silenciamos.

Não podemos nos dar o luxo de sermos neutros. A conjuntura nos demanda um posicionamento organizado e coletivo, e nos faz escolher lados. E nós nunca tivemos problemas em dizer: estamos do lado da classe trabalhadora e das minorias étnico-raciais. É nessa toada que declaramos nosso apoio à candidatura para a vereança em São Paulo de Douglas Negro Belchior 50075.

Retomemos o legado de Yuri Kochiyama, mulher de origem asiática que forçou os Estados Unidos a se retratarem pelos crimes de deslocamento e internação forçada contra imigrantes e descendentes japoneses durante a Segunda Guerra Mundial. Lembremos da cena em que ela segura em seu colo Malcolm X baleado, cena que inspirou a criação de nosso blog . Yuri Kochiyama mobilizou a sua experiência enquanto mulher asiática em favor da construção revolucionária do poder negro e da classe trabalhadora. Yuri construiu solidariedade.

Os nossos coletivos do Outra Coluna e Perigo Amarelo apoiam a luta na construção do poder popular no Brasil e defendem uma candidatura essencial como a do Douglas Belchior, que representa não uma pessoa, mas um projeto de diversos coletivos, de mulheres negras da relevância de Jupiara Castro, Sueli Carneiro, Leci Brandão e Zezé Menezes. Uma candidatura nascida dos movimentos de educação popular, da mobilização contra o genocídio da juventude preta e periférica, da luta por cotas raciais e pelo combate ao racismo estrutural.

O Professor Silvio de Almeida, um dos maiores intelectuais em nosso tempo, advogado, professor universitário, consultor técnico da Federação Quilombola do Estado de São Paulo e presidente do Instituto Luiz Gama, deixa uma provocação sobre a representatividade da candidatura do Douglas Belchior: “O Douglas é um representante das demandas, dos sonhos e dos anseios dessa gente. Mas quando falo representante, não quero dizer um representante apenas do ponto vista estético […] não é apenas a cor da pele que é fundamental, mas é carregar na cor da pele, a luta de todos nós. Isso é a negritude. A negritude é um ato político. Entender que ser negro e ser negra é um ato político.” (veja na íntegra a fala).

 

Quando nos reconhecemos em meio à coletividade da raça amarela, quando entendemos os nossos corpos como redes de desejo, tensão e disputa política, fazemos da nossa libertação uma prática cotidiana de solidariedade a ser levada a cabo. A nossa cor é um ato político e a nossa identidade só faz sentido como um instrumento de luta pela subversão das ordens opressivas e repressivas em comunhão com as classes subalternas e marginalizadas.

“Sirva o povo que está na base” – Yuri Kochiyama

Outra Coluna e Perigo Amarelo com Douglas Negro Belchior 50075 para vereador em SP!

yuri-2

Conheça mais sobre a candidatura:

Blog Negro Belchior na Carta Capital

Página no Facebook

Site oficial da candidatura

Fiquem com esse ótimo vídeo do Douglas denunciando o golpe e suas bases racistas:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s